Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Espaço

Telescópio Cheops vai ao espaço estudar exoplanetas

Redação do Site Inovação Tecnológica - 18/12/2019

Telescópio Cheops vai ao espaço estudar exoplanetas
Impressão artística do Cheops em órbita, com um sistema de exoplanetas ao fundo.
[Imagem: ESA/ATG]

Características dos exoplanetas

Foi lançado com sucesso ao espaço o observatório Cheops, a primeira missão da ESA (Agência Espacial Europeia) dedicada ao estudo de planetas extrassolares, ou exoplanetas.

Cheops é uma sigla para CHaracterising ExOPlanet Satellite, ou Satélite de Caracterização de Exoplanetas, uma parceria entre a ESA e a Suíça, com um consórcio próprio liderado pela Universidade de Berna e com contribuições de outros 10 estados membros da agência espacial.

Ao contrário dos telescópios caçadores de exoplanetas anteriores, como a missão Corot e as missões Kepler e TESS da NASA, o observatório Cheops não é uma "máquina de descobertas", mas uma missão de acompanhamento, focada em estrelas individuais que já são conhecidas por abrigar um ou mais planetas. Ele também identificará os melhores candidatos para estudos detalhados por futuros observatórios.

Tamanho e densidade dos exoplanetas

A missão observará estrelas brilhantes, medindo mudanças minúsculas de brilho devido ao trânsito do planeta através do disco da estrela. Os principais alvos são estrelas que possuem planetas na faixa de tamanho entre a Terra e Netuno.

As medições de alta precisão permitirão calcular o tamanho de cada exoplaneta. Juntamente com informações independentes sobre as massas dos planetas, isso permitirá determinar a densidade de cada um, viabilizando uma primeira caracterização desses mundos extrassolares. A densidade de um planeta fornece pistas vitais sobre a sua composição e estrutura, indicando, por exemplo, se é predominantemente rochosa ou gasosa, ou mesmo a presença de oceanos significativos.

A missão Cheops prepara o caminho para a próxima geração de observatórios de exoplanetas da ESA - Plato e Ariel - planejados para a próxima década. Juntas, estas missões ampliarão o conhecimento necessário para responder à pergunta fundamental: Quais são as condições para a formação dos planetas e o aparecimento da vida no Universo?






Outras notícias sobre:
  • Telescópios
  • Universo e Cosmologia
  • Corpos Celestes
  • Exploração Espacial

Mais tópicos