Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Materiais Avançados

Termômetro de cristal não teme variações de temperatura

Redação do Site Inovação Tecnológica - 22/09/2011

Termômetro de cristal não teme variações de temperatura
O termômetro de cristal será útil para monitorar desde equipamentos hospitalares e a temperatura do corpo humano até equipamentos industriais.
[Imagem: Warwick University]

Esqueça os termômetros de mercúrio. Vêm aí os termômetros de tantalato de lítio.

Pesquisadores britânicos desenvolveram um novo cristal de tântalo e lítio que é capaz de detectar alterações minúsculas de temperatura, com graduações na faixa dos milésimos de Kelvin.

Termômetro de cristal

Pam Thomas (Universidade de Warwick) e Mike Glazer (Universidade de Oxford) demonstraram que a capacidade de medição do cristal aumenta ou diminui em proporção à sua temperatura.

Isto permite que esses cristais possam ser calibrados para funcionarem como termômetros muito precisos.

E o cristal faz isto ao longo de uma extensa faixa de temperaturas, de -120 a +680 graus Celsius, tornando-o útil para monitorar desde equipamentos hospitalares e a temperatura do corpo humano até equipamentos industriais.

Os cientistas patentearam a invenção e, para tentar comercializá-la, deram-lhe o nome de Z-BotS - Zero-Birefringence Optical Temperature Sensor.

Birrefringência

O tantalato de lítio é um cristal birrefringente, o que significa que ele divide a luz que o atravessa em dois raios distintos.

Como a birrefringência é afetada tanto pela espessura quanto pela orientação do cristal, até agora seu uso prático era inviável - qualquer oscilação mínima no cristal altera sua orientação e, por decorrência, o resultado da leitura.

Os pesquisadores britânicos desenvolveram uma técnica para crescer um cristal de tantalato de lítio cuja birrefringência é virtualmente independente de sua espessura e posição, o que o torna imune às vibrações do ambiente.

Na realidade, eles tornaram a birrefringência praticamente zero em todas as direções, deixando o cristal opticamente isotrópico, como o vidro comum.

No entanto, como a mínima alteração de temperatura prontamente altera a birrefringência, o novo cristal tornou-se um termômetro muito sensível e robusto.







Outras notícias sobre:
  • Metrologia e Padronização
  • Vidros
  • Baterias
  • Saúde e Reabilitação

Mais tópicos