Plantão

Detectado vazamento de amônia na Estação Espacial Internacional

Astronautas detectaram um vazamento de amônia de um dos tanques de refrigeração do sistema de energia da Estação Espacial Internacional.

O vazamento foi detectado quando um dos astronautas olhava por uma das janelas e observou flocos brancos saindo da Estação.

Usando câmeras de mão, juntamente com as câmeras externas, os técnicos identificaram a área de origem dos flocos, embora o vazamento específico ainda não tenha sido localizado.

Os esforços de localização do ponto exato do vazamento prosseguem para que os controladores decidam se uma caminhada espacial poderia ser capaz de estancá-lo.

Segundo a NASA, a análise inicial feita por especialistas nos sistemas de controle térmico da Estação indica que o vazamento poderá resultar no desligamento do circuito de arrefecimento em cerca de 48 horas.

Apesar disso, o problema técnico não parece oferecer risco imediato para os astronautas porque há vários desses sistemas em operação na Estação.

Eles são usados para resfriar o sistema de geração de eletricidade dos painéis solares.

Detectada vazamento de amônia na Estação Espacial Internacional
A amônia é usada para resfriar os circuitos de potência que fornecem eletricidade para os sistemas da Estação. Os sistemas de refrigeração ficam instalados na estrutura central que dá sustentação aos laboratórios. [Imagem: NASA]

Refrigeração dos sistemas de potência

A amônia é usada para resfriar os circuitos de potência que fornecem eletricidade para os sistemas da Estação - cada painel solar tem seu próprio sistema de refrigeração independente.

Este aparelho é o mesmo que os astronautas tentaram sem sucesso consertar durante uma caminhada espacial em 01 de novembro de 2012.

Ainda não se sabe se o fluxo de amônia que está vazando agora, e que está aumentando desde que foi identificado, tem a mesma origem porque, na época, o ponto exato do vazamento não era visível.

meta.php?meta




Outras notícias sobre:

    Mais Temas