Robótica

Pode ser possível construir híbrido de avião e submarino

Veículo híbrido de avião e submarino voa e nada
Para navegar sob a água, o microrrobô bate as asas nove vezes por segundo - número que chega a 120 para o voo no ar. [Imagem: Harvard Microrobotics Lab]

Avião submarino

Engenheiros conseguiram demonstrar pela primeira vez a viabilidade técnica de um veículo híbrido de avião e submarino.

O pequeno protótipo demonstrou o conceito ao ser capaz de voar, mergulhar e navegar sob a água, tudo em um movimento contínuo, sem interrupções.

O submarino voador, ou avião submarino, foi criado por Yufeng Chen e seus colegas da Universidade de Harvard, nos EUA, aproveitando um robô-inseto que a equipe vem desenvolvendo há vários anos.

Mecânica da propulsão

Para passar do voo ao mergulho, foi precisar alterar ligeiramente a forma de movimentação das asas do pequeno veículo robótico.

"Por meio de vários estudos, teóricos, computacionais e experimentais, descobrimos que a mecânica da propulsão pelo bater de asas na verdade é muito similar no ar e na água. Em ambos os casos, as asas movem-se para frente e para trás. A única diferença é a velocidade com que as asas batem," explicou Chen.

Como, para voar, o RoboBee bate suas asas a uma velocidade de 120 vezes por segundo, ele simplesmente se quebraria se continuasse nesse ritmo na água, que é quase 1.000 vezes mais densa do que o ar.

Como submarino, o pequeno robô navega bem dando apenas nove braçadas por segundo.

A direção pode ser alterada com pequenas inclinações nas asas, controladas individualmente.

Da água para o ar

As alterações implementadas conseguem fazer o robô-inseto passar do voo no ar para o mergulho e navegação subaquática, mas não conseguem ainda fazer o inverso porque as delicadas asas acabam se quebrando ao bater contra a água na tentativa de aceleração para levantar voo.

Chen afirma que superar este problema é o próximo desafio da equipe.

Bibliografia:

Hybrid aerial and aquatic locomotion in an at-scale robotic insect
Yufeng Chen, E. Farrell Helbling, Nick Gravish, Kevin Ma, Robert J. Wood
2015 IEEE/RSJ International Conference on Intelligent Robots and Systems (IROS)




Outras notícias sobre:

    Mais Temas