Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Plantão

R$ 300 milhões para base tecnológica

Agência FAPESP - 24/06/2005


O fundo Inovar Semente, novo programa da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), agência de fomento do Ministério da Ciência e Tecnologia, pretende investir R$ 300 milhões em empresas nascentes de base tecnológica. O anúncio do fundo foi feito nesta quinta-feira (23/6), no 12º Fórum Brasil Capital de Risco, em São Paulo.

Segundo a Finep, o objetivo é apoiar cerca de 340 empreendimentos em seis anos. Serão criados 25 fundos de capital semente em todo o país, cada um com montante inicial de R$ 12 milhões. A idéia é que sejam organizados por cidades, privilegiando aquelas com vocação tecnológica no interior.

O Rio de Janeiro e São Paulo terão seus fundos, mas também Santa Rita de Sapucaí (MG), Petrópolis (RJ), São José dos Campos, São Carlos e Campinas (SP), Campina Grande (PB), Londrina (PR) e Caxias do Sul (RS), entre outras. Cada fundo deve apoiar entre 12 e 15 empresas, com investimentos que variam entre R$ 500 mil e R$ 1 milhão.

Trata-se de capital fornecido à empresa em um estágio pré-operacional, muitas vezes ainda dentro de incubadoras e universidades. Os recursos são dirigidos a ações como a construção de um protótipo e a contratação dos executivos, entre outras.

Atualmente, os fundos apoiados pela Finep atendem majoritariamente a empresas em expansão. Segundo a instituição, há um vazio no apoio a projetos ainda em fase inicial. Nesse estágio, o risco do empreendimento não dar certo é maior, mas, devido ao grande potencial de crescimento, os lucros podem ser muito grandes.

"O capital semente, ou start-up, precisa ser uma ação de governo e, por isso, decidimos montar esse programa. Investidores em potencial, como os fundos de pensão, somente aplicam recursos em empreendimentos mais consolidados, que não representam tantos riscos", disse Eduardo Moreira da Costa, superintendente da Área de Apoio a Pequenas Empresas Inovadoras da Finep, no anúncio do programa.

Na composição do Inovar Semente, a Finep entra com 40% dos recursos. Outros 40% serão aplicados por um banco de desenvolvimento local e 20% virão de um investidor privado. Para selecionar os gestores dos novos fundos, a Finep lançará um edital na segunda quinzena de julho.







Outras notícias sobre:
  • Inovação nas Empresas
  • Investimentos
  • Políticas de Ciência e Tecnologia
  • Desenvolvimento Sustentável

Mais tópicos