Plantão

Brasil e Ucrânia decidem intensificar cooperação

Ciclone com data marcada

Brasil e Ucrânia decidiram aprofundar a parceria estratégica e intensificar a cooperação nas esferas espacial, científica e militar.

Os termos das parcerias foram discutidos na reunião do Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação do Brasil, Aloizio Mercadante, com o primeiro-ministro da Ucrânia, Mykola Azarov.

Mercadante destacou a cooperação estratégica na área espacial entre os países e manifestou interesse em assinar contratos por períodos de 20 a 30 anos, com a possibilidade de envolvimento do setor privado.

Em particular, ele notou as perspectivas de cooperação bilateral no projeto Cyclone-4.

"O foguete tem que voar em 15 de novembro de 2013. Vai ser um feriado nacional da nossa República. Nesse momento, também haverá um congresso mundial de cientistas no Brasil. E assim, o bom padrão de parceria estratégica com a Ucrânia seria criado," disse o ministro brasileiro.

Formação de pessoal

O Brasil está interessado também na formação profissional em áreas de alta tecnologia e engenharia, em particular no âmbito do Programa Ciência sem Fronteiras.

O primeiro-ministro da Ucrânia enfatizou que o desenvolvimento da indústria espacial requer um grande número de especialistas, por meio da possibilidade de brasileiros estudarem nas universidades ucranianas.

Azarov também comentou a fala de seu interlocutor sobre a oportunidade de brasileiros adquirirem conhecimento na Ucrânia na esfera de tecnologias da informação.

"Este é o nível elevado de formação de especialistas. Prova disso é que nosso pessoal está trabalhando em empresas líderes do mundo", ele observou, acrescentando que a Ucrânia e o Brasil podem interagir em várias áreas da ciência e tecnologia.

Parceria séria

Mykola Azarov afirmou estar convencido da importância da cooperação bilateral entre a Ucrânia e do Brasil em diferentes direções. "Vemos o Brasil como um parceiro muito sério. O nosso trabalho vai contribuir para o desenvolvimento ambas as nações. E nós, líderes políticos, devemos fazer tudo para essa finalidade", observou.

O chefe do governo sublinhou grandes possibilidades de cooperação na indústria espacial. Afirmou que a Ucrânia é um parceiro promissor na área, por somar desenvolvimentos científicos e tecnologias a resultados práticos.

De acordo com Mykola Azarov, a implementação do projeto Cyclone-4 confirma isso. "Atribuímos grande importância ao projeto. É um dos poucos projetos que levarão à criação de um local de lançamento em seu país", disse Mykola Azarov.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas