Informática

Criptografia quântica é transmitida para avião em pleno voo

Criptografia quântica é transmitida para avião em pleno voo
O avião usado no experimento e o telescópio móvel, situado na base da aeronave, capaz de rastrear automaticamente a posição da estação terrestre. [Imagem: Uni-Muenchen]

Mira quântica

Pela primeira vez, códigos de criptografia quântica foram transmitidos não apenas ao ar livre, mas entre uma estação terrestre e um avião em pleno voo.

A criptografia quântica promete comunicações e troca de dados totalmente seguras, mas seus esquemas de funcionamento tipicamente são sensíveis e restritos a ambientes de laboratório muito controlados.

Tal como a criptografia clássica, a criptografia quântica exige a troca de uma chave entre quem envia e quem recebe a mensagem, para que esta possa ser decodificada - a diferença é que o esquema quântico garante a segurança da distribuição dessa chave.

Enquanto a comunicação atual se faz por meio de bits clássicos, a criptografia quântica utiliza os estados quânticos de partículas individuais de luz, ou fótons.

Como os estados quânticos dos fótons são muito frágeis, qualquer espião que tente decodificar seu conteúdo vai alterar de tal forma as propriedades de cada fóton que a tentativa será prontamente denunciada.

Criptografia quântica é transmitida para avião em pleno voo
O telescópio na estação em terra, com um sistema de rastreamento que utiliza raios laser e câmeras para se conectar com o avião durante o voo. [Imagem: Uni-Muenchen]

Criptografia quântica via satélite

Os físicos da Universidade Ludwig-Maximilians, na Alemanha, conseguiram fazer com que tudo isto funcionasse em uma das condições mais desafiadoras que se pode imaginar - enviando os fótons codificados através da atmosfera, para um avião em pleno voo.

Para garantir que os fótons enviados do avião chegassem até a estação em terra, a equipe usou uma espécie de telescópio ultrapreciso, formado por um conjunto de espelhos móveis, capaz de se ajustar continuamente para anular os efeitos da turbulência e das vibrações mecânicas do avião.

"Isto demonstra que a criptografia quântica poderá ser implementada como uma extensão dos sistemas atuais," disse Sebastian Nauerth, idealizador do experimento.

O próximo passo será testar a transmissão de informações quânticas entre uma estação em terra e um satélite no espaço, o que deverá disseminar de vez o uso da criptografia quântica.

Bibliografia:

Air-to-ground quantum communication
Sebastian Nauerth, Florian Moll, Markus Rau, Christian Fuchs, Joachim Horwath, Stefan Frick, Harald Weinfurter
Nature Photonics
Vol.: Published online
DOI: 10.1038/nphoton.2013.46




Outras notícias sobre:

    Mais Temas