Plantão

Governo quer implantar internet 0800

0800 para internet

O governo federal está realizando estudos para implementar a chamada tarifação reversa da banda larga móvel.

Por meio desse sistema, os provedores de conteúdo - os sites - pagariam o acesso dos usuários, realizado a partir de aparelhos móveis como tablets, celulares, smartphones e modems 3G).

A iniciativa é inédita, e funcionaria como um número 0800, similar ao usado em sistemas de atendimento ao consumidor.

"Não temos conhecimento de nenhum modelo internacional parecido. Acho que isso será meio tupiniquim", afirmou o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.

Reclamações e governo eletrônico

Segundo o ministro, a ideia é que o serviço seja pago pelo site ao qual o internauta vai ser conectado.

"Queremos desenvolver uma conexão de internet onde a pessoa entra para fazer reclamação, é atendida por um call center, realiza compras e faz operações bancárias, sem ter de pagar pela conexão," afirmou.

Segundo o governo, a chamada "internet 0800" poderia facilitar o acesso das classes mais pobres da população ao conteúdo digital, já que não seria necessário ter um pacote de dados para acessar determinados tipos de conteúdo.

Outra vantagem é a aproximação entre o governo e os cidadãos, já que a banda larga reversa pode funcionar como uma plataforma para a prestação de diversos serviços governamentais pela internet, como educação, saúde, trabalho e previdência, sem que seja necessário para o usuário pagar pelo acesso.

A conexão poderia ser feita até mesmo através de um aparelho pré-pago que estivesse sem créditos.

Domínio 0800.com.br

A escolha de um modelo de solução técnica para a utilização desse sistema de tarifação ainda depende de discussões entre Ministério das Comunicações, Anatel e operadoras.

Segundo o Ministério das Comunicações, um projeto-piloto do sistema deverá ser desenvolvido na primeira quinzena de março, na localidade do Varjão, na periferia do Distrito Federal.

Governo e operadoras também estão definindo a participação das empresas no projeto-piloto, além de definir quais os sites que poderão ser acessados.

Para implementar a tarifação reversa, está sendo estudada a possibilidade de serem criados domínios específicos na rede mundial de computadores, como "0800.gov.br" ou "0800.com.br".





Outras notícias sobre:

    Mais Temas