Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Espaço

Prêmio do Google para pouso na Lua continua sem ganhador

Com participação de Carlos Orsi - Inovação Unicamp - 26/08/2011

Prêmio para pouso na Lua continua sem ganhador
A tarefa de conquistar a Lua sem a ajuda de nenhum governo está se mostrando mais complexa do que os criadores da competição esperavam.
[Imagem: Google X Prize]

Conquista privada da Lua

Em setembro, completam-se quatro anos do lançamento do desafio Google Lunar XPrize, uma competição que oferece prêmios num total de US$ 30 milhões para equipes privadas capazes de realizar uma missão lunar - robótica, não tripulada - sem financiamento público.

Modelado no X Prize original, que prometia US$ 10 milhões para o primeiro grupo não-governamental a levar um homem ao espaço e trazê-lo de volta em segurança - que foi vencido em 2004 pela nave SpaceShipOne - o objetivo do Google Lunar é estimular o avanço tecnológico e a solução criativa de problemas técnicos por meio da competição.

Prêmio para pouso na Lua continua sem ganhador
Equipe SpaceMeta, do Brasil.
[Imagem: Google X Prize]

Uma é brasileira: SpaceMETA, de Petrópolis (RJ), que planeja enviar uma pequena frota de robôs esféricos à superfície lunar.

Existem, atualmente, 28 equipes inscritas na disputa, de 33 que iniciaram o desafio. Cinco se retiraram.

A inscrição de equipes foi encerrada em 31 de dezembro de 2010.

Prêmio para pouso na Lua continua sem ganhador
Equipe Selene, da China.
[Imagem: Google X Prize]

Prêmios lunares

A tarefa de conquistar a Lua sem a ajuda de nenhum governo está se mostrando mais complexa do que os criadores da competição esperavam.

Prêmio para pouso na Lua continua sem ganhador
Equipe Itália, que ainda não se decidiu como será seu robô.
[Imagem: Google X Prize]

O desafio original previa que o primeiro prêmio, de US$ 20 milhões para o grupo que conseguisse pousar um robô na Lua, fazê-lo percorrer 500 metros e enviar fotos e dados para Terra, cairia para US$ 15 milhões em 2012, e deixaria de ser oferecido em 2014.

Prêmio para pouso na Lua continua sem ganhador
Equipe ARCA, da Romênia.
[Imagem: Google X Prize]

Novas regras, no entanto, determinam que o prêmio cairá a US$ 15 milhões a partir do momento em que um governo envie uma missão bem-sucedida para explorar a superfície da Lua, o que os organizadores acreditam que deve acontecer em 2013.

Um segundo prêmio, de US$ 5 milhões, será pago ao segundo grupo que completar os objetivos da missão.

Um adicional de US$ 4 milhões está disponível para premiar desempenhos excepcionais, como um robô capaz de operar durante a noite lunar, ou percorrer mais de 5 km.

Prêmio para pouso na Lua continua sem ganhador
Equipe Odyssey Moon
[Imagem: Google X Prize]

O US$ 1 milhão restante será pago à equipe que mais promover a diversidade de gênero, etnia e nacionalidade em seu esforço de exploração lunar.

Planos para a Lua

Entre as equipes envolvidas no prêmio há desde jovens companhias criadas por empresários que esperam usar a tecnologia desenvolvida para extrair recursos minerais da Lua a universidades e instituições mais interessadas no desafio em si e em seu potencial educativo.

Nenhuma grande empresa do setor aeroespacial se inscreveu na competição, mas algumas são parceiras das equipes, que incluem iniciativas norte-americanas, europeias e de grupos dispersos por várias partes do globo, cujos membros se comunicam via internet.







Outras notícias sobre:
  • Robôs Espaciais
  • Exploração Espacial
  • Foguetes
  • Sondas Espaciais

Mais tópicos