Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Energia

Já pensou em recarregar seu celular usando uma jaca?

Redação do Site Inovação Tecnológica - 14/04/2020

Baterias de grafeno? Que nada, prefira uma bateria de jaca
Os supercapacitores de jaca e durião são tão eficientes, ou até melhores, que os equivalentes de grafeno.
[Imagem: Lee et atl. - 10.1016/j.est.2019.101152]

Bateria de jaca

Já pensou em recarregar seu celular - ou qualquer outro aparelho a bateria - usando uma jaca?

Kenny Lee e colegas da Universidade de Sydney, na Austrália, fizeram exatamente isso.

Eles desenvolveram um método que utiliza resíduos de jaca e um parente menos conhecido da fruta, chamado durião, para criar reservas de energia para carregamento rápido de eletricidade.

"Usando durião e jaca comprados em um mercado, convertemos as porções de resíduos das frutas, sua biomassa, em supercapacitores que podem ser usados para armazenar eletricidade com eficiência," conta o professor Vincent Gomes.

A polpa das frutas foi fervida em água e depois liofilizada, o que transformou o material em aerogéis de carbono - um aerogel é um material sintético extremamente leve e poroso, usado em uma ampla variedade de aplicações.

"Os aerogéis de carbono dão excelentes supercapacitores porque eles são altamente porosos. Nós então usamos os aerogéis derivados das frutas para fabricar eletrodos que testamos por suas propriedades de armazenamento de energia, que consideramos excepcionais," disse Gomes.

Melhor do que grafeno

Supercapacitores são reservatórios de energia similares às baterias, com a diferença de que podem armazenar rapidamente grandes quantidades de energia e depois liberar essa energia também muito rapidamente, podendo recarregar dispositivos eletrônicos, como telefones celulares, tablets e laptops, em poucos segundos - desde que os aparelhos estejam prontos para receber essa descarga de energia de uma vez só.

"Comparados às baterias, os supercapacitores são capazes de carregar dispositivos muito rapidamente, e também atingem ordens de magnitude mais ciclos de carregamento do que os dispositivos convencionais. Os supercapacitores atuais são feitos de carvão ativado, mas não são nem de longe tão eficientes quanto os preparados durante este projeto," disse Gomes.

A equipe não escolheu a jaca e o durião pelo seu cheiro - o durião é considerado uma das frutas mais malcheirosas do mundo -, mas porque a biomassa do material permitiu atingir um nível elevadíssimo de porosidade do aerogel.

"Os supercapacitores de durião e jaca apresentam um desempenho muito melhor do que os materiais atualmente em uso e são comparáveis, se não melhores, do que os materiais caros e exóticos à base de grafeno," disse Gomes.

Bibliografia:

Artigo: Aerogel from fruit biowaste produces ultracapacitors with high energy density and stability
Autores: Kenny Lee, Luba Shabnam, Shaikh Nayeem Faisal, Van Chinh Hoang, Vincent G.Gomes
Revista: Journal of Energy Storage
Vol.: 27, 101152
DOI: 10.1016/j.est.2019.101152





Outras notícias sobre:
  • Baterias
  • Biotecnologia
  • Fontes Alternativas de Energia
  • Reciclagem e Reaproveitamento

Mais tópicos