Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Plantão

Brasil e Europa terão tradução automática de patentes

Com informações do INPI e Agência Brasil - 11/04/2012


Acordo de patentes

O Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) e o Escritório Europeu de Patentes (EPO) assinaram um acordo bilateral com o objetivo de reforçar a cooperação entre o Brasil e Europa.

Os dois escritórios vão trocar documentos de patentes em português e inglês para criar um sistema de tradução automática para o serviço disponível no site do EPO.

Isso irá incentivar o envio de pedidos de patentes brasileiros para a Europa, e de empresas europeias para o Brasil.

Nos últimos anos, o Brasil e a Europa têm reforçado as suas relações no campo da inovação, que também se reflete nos pedidos de patentes.

Pedidos de empresas francesas no INPI, por exemplo, cresceram 7,7% entre 2010 e 2011, enquanto os de empresas alemãs subiram 14%.

Em contrapartida, os inventores e empresas brasileiras aumentaram seus pedidos na Europa em 8,9% entre 2010 e 2011.

e-Patentes

"As empresas europeias estão entre os usuários mais ativos do sistema de patentes no Brasil. Nesse contexto, o reforço da cooperação entre os dois escritórios e a tradução automática de documentos brasileiros em inglês e vice-versa, desempenham um papel central, quebrando as barreiras da língua e divulgação de uma riqueza de informações técnicas que os inventores, cientistas e engenheiros em ambas as regiões pode usar livremente," afirmou o presidente do EPO, Benoit Battistelli.

A parceria entre INPI e EPO vai além deste acordo, uma vez que o sistema para permitir pedidos eletrônicos de patentes no Brasil, o e-Patentes, que será lançado em julho, foi desenvolvido a partir do modelo criado pelo EPO.

"A cooperação com EPO será essencial para incentivar o uso estratégico do sistema de patentes no Brasil, levando ao aumento das patentes brasileiras na Europa e o surgimento de novas parcerias entre empresas europeias e brasileiras para inovar mais," disse o presidente do INPI, Jorge Ávila.

O Escritório Europeu de Patentes (EPO) é uma das maiores instituições europeias, com quase 7.000 funcionários. Sua sede fica em Munique e tem escritórios em Berlim, Bruxelas, Haia e Viena.

Através do sistema centralizado de patentes via EPO, os inventores podem obter a proteção de patente nos 38 Estados-Membros da Organização Europeia.

Tradução automática de patentes

A tradução automática, em linguagem específica, dos pedidos de patentes estrangeiras no Brasil e de brasileiras no exterior será feita pelo Google.

O diretor de Patentes do INPI, Julio César Moreira, explicou que as máquinas de tradução existentes até então não consideravam particularidades do assunto.

"Com essa máquina funcionando, voltada para os pedidos de patentes especificamente, a gente vai ter um aumento de qualidade do que está sendo redigido, do português para o inglês ou para outra língua qualquer," afirmou.

Com o convênio, o INPI pretende disponibilizar os documentos em português para outras línguas, permitindo, também, que documentos apresentados em inglês, alemão e outras línguas possam ser traduzidos para o português de forma eficiente e confiável para o depositante nacional.

Assim, a empresa e o pesquisador brasileiro terão acesso à informação e poderão verificar o que é protegido realmente por patente ou em que podem inovar sem ferir direitos de terceiros.

Isso dará maior transparência e informações mais completas sobre o conteúdo de patentes para os depositantes brasileiros e estrangeiros sobre os pedidos depositados no país e no exterior. "A gente aumenta a segurança do conteúdo da informação que está sendo apresentada por uma máquina de tradução", avalia.

O diretor do INPI considera que o acordo para criação de um sistema de tradução automática de pedidos de patentes é o último passo necessário para o sistema e-Patentes.






Outras notícias sobre:
  • Políticas de Ciência e Tecnologia
  • Inovação nas Empresas
  • Desenvolvimento Sustentável
  • Transmissão de Dados

Mais tópicos