Robótica

Três robôs vão apostar corrida na Lua

Três robôs vão apostar corrida na Lua
O robô Andy, que representa a Astrobotic, foi construído por uma equipe da Universidade Carnegie Mellon. [Imagem: Carnegie Mellon University]

Corrida espacial de robôs

Podemos estar bem próximos de uma corrida espacial de verdade, em que os competidores de fato correm para vencer um prêmio.

Dois concorrentes ao Google Lunar XPrize anunciaram que vão voar juntos rumo à Lua. Mas, chegando lá, será cada um por si.

O desafio oferece um grande prêmio de US$ 20 milhões para a primeira equipe que pousar um robô na lua, fazê-lo viajar por 500 metros e enviar imagens para a Terra.

A Astrobotic anunciou que tem planos para lançar seu robô Andy, construído por uma equipe da Universidade Carnegie Mellon, a bordo de um foguete Falcon 9 que será lançado do Cabo Canaveral antes do fim do prazo do prêmio, que termina no final de 2016.

A novidade é que a Astrobotic concordou em deixar que a empresa japonesa Hakuto envie seus dois robôs, Moonraker e Tetris, no mesmo foguete - os dois também competem pelo Google Lunar XPrize.

Na verdade, a empresa, que se define no ramo de "logística espacial", está vendendo lugares no foguete e no seu módulo de pouso para quem puder pagar a conta.

Descendo do veículo de pouso, os robôs tentarão então viajar os 500 metros e enviar suas fotos para a Terra, a tempo de vencer a primeira corrida espacial de robôs.

Três robôs vão apostar corrida na Lua
Estes são Moonraker e Tetris, que competirão na corrida na Lua. [Imagem: Hakuto]

Desafios

Apesar de muitos anúncios e promessas de lançamento anteriores, o prazo fatal da competição vem sendo adiada várias vezes. Mas, se os três robôs realmente viajarem juntos, isto pode significar uma corrida emocionante cuja fita de chegada estará em solo lunar.

Ainda assim, pousar na Lua está longe de ser o único desafio a ser superado, destaca Andrew Barton, diretor técnico do prêmio.

"A recente falha mecânica da missão chinesa Chang'e-3 certamente mostrou que mover-se 500 metros sobre a superfície lunar é uma tarefa muito difícil e que vai exigir uma grande quantidade de conhecimentos técnicos. Assim, uma vez que as equipes pousem na Lua, deverá ser uma corrida emocionante para reivindicar o grande prêmio."





Outras notícias sobre:

    Mais Temas