Nanotecnologia

Dissipador de calor de nanotubos de carbono é mais eficiente para resfriar chips

Dissipador de calor de nanotubos de carbono é mais eficiente para resfriar chips

Os dissipadores de calor, com seus inseparáveis companheiros ventiladores, são os grandes responsáveis pelas altas velocidades alcançadas pelos chips mais modernos. Ao consumir mais potência para rodar mais rápido, esses microprocessadores desperdiçam um bocado de energia na forma de calor. Somente graças aos dissipadores é que eles conseguem "manter a cabeça fria" e funcionar sem literalmente fundir.

O problema é que os dissipadores são grandes e não oferecem muita flexibilidade ao projetista. Agora que está se disseminando a moda dos mini-Pcs, com gabinetes minúsculos, cresce o interesse por sistemas de dissipação de calor menores e mais eficientes.

Dissipador de nanotubos de carbono

Agora, cientistas finlandeses da Universidade de Oulu, em colaboração com seus colegas do Instituto Politécnico Rensselaer, Estados Unidos, descobriram que os nanotubos de carbono de parede múltipla podem gerar dissipadores mais eficientes, e muito menores do que os atuais.

Os resultados demonstraram que o dissipador de nanotubos de carbono é tão eficiente quanto os dissipadores de cobre, só que muito menor. Atualmente a maioria dos dissipadores utilizados nos aparelhos eletrônicos é feita de alumínio, menos eficiente do que o cobre, mas muito mais barato.

Os pesquisadores desenvolveram uma estrutura simples e escalável - que pode ser construída em tamanhos maiores, conforme a necessidade. O segredo está na utilização de uma película contendo nanotubos de carbono de paredes múltiplas, que pode ser integrada ao chip.

Os nanotubos, que medem 1,2 milímetros de comprimento, são "cultivados" em um molde de óxido de silício. Depois de retirados do molde, eles podem ser cortados nas dimensões necessárias por meio de um raio laser. A seguir, é só colar o dissipador de nanotubos de carbono sobre o chip.

Devido à sua espessura muito fina, os pesquisadores afirmam que ele será ideal para equipar os circuitos integrados de equipamentos móveis, como telefones celulares e tocadores MP4. Mas virtualmente qualquer tipo de chip poderá se beneficiar da melhor dissipação de calor oferecida pelo dissipador de calor nanotubos.

Bibliografia:

Chip cooling with integrated carbon nanotube microfin architectures
K. Kordás, G. Tóth, P. Moilanen, M. Kumpumäki, J. Vähäkangas, A. Uusimäki, R. Vajtai, P. M. Ajayan
Applied Physics Letters
19 March 2007
Vol.: Vol.90, 123105
DOI: 10.1063/1.2714281




Outras notícias sobre:

    Mais Temas