Plantão

China lançará nave para fazer acoplamento tripulado

China lançará nave para fazer acoplamento tripulado
A nave Shenzhou-9 será levada ao espaço pelo foguete Longa Marcha 2. [Imagem: Xinhua/Wang Jianmin]

Estação espacial chinesa

A China lançará sua nave espacial tripulada Shenzhou-9 "em algum momento em meados de junho", informou a agência oficial Xinhua.

Será a primeira missão espacial chinesa a realizar um atracamento tripulado em órbita.

A Shenzhou-9 se atracará com o módulo Tiangong-1 (Palácio Celestial), o primeiro laboratório daquela que deverá se tornar a estação espacial chinesa, por volta de 2020.

Em Novembro do ano passado, a não-tripulada Shenzhou 8 fez uma acoplagem com o Tiangong-1 , dirigida por controle remoto.

O programa é uma resposta direta às restrições impostas pelos Estados Unidos à entrada na China no programa da Estação Espacial Internacional, que congrega 16 países.

Transporte espacial

Segundo a agência chinesa, o laboratório Palácio Celestial-1 foi trazido para uma órbita mais baixa no início de junho, para facilitar a operação de acoplamento com a nave tripulada.

"Isto significa que nave espacial da China se tornará um meio de transporte tripulado genuíno entre o espaço e a Terra. Ela poderá enviar seres humanos para estações espaciais ou laboratórios espaciais," disse Zhou Jianping, chefe da missão tripulada chinesa.

Niu Hongguang, um dos líderes do programa espacial chinês, havia dito que a tripulação de três pessoas da Shenzhou-9 poderia incluir mulheres astronautas.

A nota da agência espacial, contudo, afirma que a seleção final dos três astronautas será feita com base nas "melhores condições dos astronautas" nos dias anteriores ao lançamento.

Precaução

A operação de acoplamento será realizada manualmente pelos astronautas.

"Um dos três membros da tripulação da Shenzhou-9 não vai embarcar no laboratório Tiangong-1, mas permanecerá no interior da nave, como medida de precaução em caso de emergência," afirma a nota.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas