Plantão

Dia Mundial da Água: Respondendo ao Desafio Urbano

Dia Mundial da Água: Respondendo ao Desafio Urbano
O tema do Dia Mundial da Água em 2011 é "Água para as cidades: respondendo ao desafio urbano".[Imagem: MCT]

Hoje, 22 de março, é o Dia Mundial da Água.

O evento é celebrado anualmente na mesma data para chamar a atenção do mundo sobre a importância da água doce e defender seu manejo sustentável.

Água para as cidades

Criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1993, o evento aborda uma temática diferente a cada ano para promover várias ações sobre determinado assunto ao redor do mundo.

O tema deste ano é "Água para as cidades: respondendo ao desafio urbano".

O objetivo é incentivar governos, organizações, comunidades e indivíduos a participar ativamente na resposta ao desafio da gestão das águas urbanas.

O objetivo é alertar a população mundial sobre o impacto da rápida industrialização população crescimento urbano, e as incertezas provocadas pelas mudanças climáticas, os conflitos e as catástrofes naturais em sistemas urbanos de água.

Qualidade e sustentabilidade

O coordenador de recursos hídricos do Ministério da Ciência e Tecnologia, Sanderson Leitão, sustenta a importância da abordagem no País porque, embora o Brasil seja privilegiado em termos de disponibilidade hídrica, ainda há alguns obstáculos a serem superados para garantir o abastecimento desse bem à população e às atividades econômicas, com qualidade e sustentabilidade.

Leitão lembra que 85% da população brasileira vive nas cidades e que o crescimento econômico demanda mais água para consumo doméstico e industrial.

Para aprimorar e garantir o atendimento dessas demandas decorrentes do acelerado desenvolvimento do país, ele ressalta que é preciso ter uma gestão integrada da água, inclusive utilizando tecnologias de ponta, como a dessalinização de água do mar e o emprego de nanotecnologias no setor de saneamento e abastecimento.

"Tivemos avanços significativos nos investimentos para a área e, assim, evoluímos muito nos últimos anos, no entanto, precisamos investir ainda mais em pesquisa e desenvolvimento para que tenhamos métodos de irrigação mais eficientes, para que possamos priorizar o uso da água para fins mais nobres, como o consumo humano e ter mais água disponível para outros usos", defende.

Recursos Hídricos

As políticas e pesquisas direcionadas à área de Recursos Hídricos têm recebido maior apoio do governo nos últimos anos. Uma das estratégias de incentivo adotadas foi a utilização do Fundo Setorial de Recursos Hídricos (CT-Hidro), um dos 15 fundos administrados pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), agência ligada ao Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT).

O CT-Hidro financia a capacitação de recursos humanos, estudos e projetos na área para aperfeiçoar os diversos usos da água, de modo a assegurar o alto padrão de qualidade e a utilização racional e integrada.

Os recursos do fundo, no período de 2003 a 2010, chegaram a R$ 122 milhões dos recursos destinados a ações verticais, investidos em 685 projetos (38 editais e 23 encomendas).

Outros R$ 179 milhões, dos recursos destinados a ações transversais, foram investidos em 325 projetos (39 editais e 30 encomendas), para formação de recursos humanos (principalmente técnicos, pesquisadores e gestores de recursos hídricos), apoio a grupos de pesquisa emergentes e em consolidação, apoio a eventos técnico-científicos e publicações, fortalecimento de laboratórios e fomento à pesquisa.

Especial Dia Mundial da Água 2011





Outras notícias sobre:

    Mais Temas