Plantão

Evento de economia criativa reunirá empreendedores culturais

Indústrias criativas

Intitulado "Mercado de Indústrias Criativas do Brasil (MicBR)", um megaevento de economia criativa será aberto ao público de 5 e 11 de novembro, em São Paulo.

Promovido pelo Ministério da Cultura (MinC) e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), o encontro projeta um impacto de R$ 39,7 milhões na economia, segundo os organizadores.

O encontro de negócios vai reunir de empreendedores dos setores cultural e criativo do Brasil e de outros países. Segundo o MinC, o objetivo é impulsionar a internacionalização da produção cultural brasileira e o intercâmbio entre países, em especial da América do Sul, como Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai.

Serão apresentadas produções nas áreas de artes cênicas (circo, dança e teatro), audiovisual, animação e jogos eletrônicos, design, música, museus e patrimônio, artes visuais, moda, editorial e gastronomia.

As atividades para o público vão ocorrer em diferentes locais da capital paulista e haverá palestras, oficinas, mesas-redondas, clínicas de mentoria, atividades culinárias e de relacionamentos, e atrações artísticas.

Pensamento Criativo

Dois dos destaques do evento serão a palestra Pensamento Criativo, ministrada por John Newbigin, da Creative England e embaixador das indústrias criativas da Prefeitura de Londres, e a palestra Raízes Culturais da Transformação Econômica e Política e Desafios, com a professora Vishakha Desai, da Universidade de Colúmbia.

Nas atividades de redes pessoais, o MicBR oferecerá sessões promovidas pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) a fim de fomentar os diferenciais competitivos e a divulgação do trabalho entre os participantes.

O evento terá quatro dias de rodadas de negócios com empreendedores experientes e iniciantes, além de um seminário de capacitação. Também serão selecionados 120 participantes de sessões de "mentoria", que poderão passar 30 minutos com especialistas do segmento empresarial para tirar dúvidas e pedir orientações.

Segundo estudo da Fundação Getulio Vargas, encomendado pelo MinC, o evento de economia criativa vai gerar um impacto de R$ 39,7 milhões na economia.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas