Plantão

Nave europeia pronta para primeiro voo

Nave europeia pronta para primeiro voo
A nave descerá controlada pelos seus dois flaps traseiros. O pouso é no mar, abrindo boias automaticamente para que o IXV não afunde. [Imagem: ESA]

Descida controlada

O Veículo Intermediário Experimental (IXV na sigla em inglês), a nova nave espacial europeia, está pronta para voar.

Depois de devidamente embalada, a nave deixou a Holanda rumo ao local de lançamento, na Guiana Francesa.

O foguete Vega, que levará o IXV ao espaço, já está no local de lançamento, que deverá ocorrer em meados de novembro.

O primeiro voo de testes levará a nave a uma altitude de cerca de 420 km.

Mas o mais importante dos testes não será a subida, mas a descida.

Graças à sua forma aerodinâmica, propulsores e dois flaps espaciais, a nave deverá voltar pela atmosfera como se viesse de uma órbita baixa.

As medições feitas pelo IXV durante as etapas de voo hipersônico e supersônico, até o mergulho no Pacífico, serão usados para o projeto de futuros veículos de reentrada - é o tipo de informação que não se consegue obter em laboratório.

Sacolejadas prévias

Antes do voo, foram realizados testes exaustivos durante os meses de julho e agosto, no Centro Técnico da ESA, em Noordwijk, na Holanda.

A nave foi exposta ao ruído e vibração por que vai passar durante a decolagem e ao choque da separação do foguete Vega.

Para testar se o IXV aguentaria as vibrações extremas durante a decolagem, ele foi aparafusado a uma mesa de vibração" e sacudido em diferentes frequências, durante diferentes períodos de tempo, para garantir que a integridade estrutural e técnica se mantém durante a missão.

Em seguida, a nave passou por um rigoroso exame, para garantir que os sistemas e estruturas não foram afetados pelos testes.

Uma série de simulações de missão serviram para verificar que a orientação, navegação e sistema de controle e todas as funções geridas pelo computador de bordo estão funcionando corretamente.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas