Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Plantão

Formações brilhantes de Ceres podem ser gelo

Redação do Site Inovação Tecnológica - 18/03/2015

Formações brilhantes de Ceres podem ser gelo
As formações brilhantes são saliências muito elevadas, bem acima das bordas da cratera.
[Imagem: NASA/JPL-Caltech/UCLA/MPS/DLR/IDA]

Brilhantes e elevados

Os cientistas da missão Dawn, da NASA, arriscaram-se a levantar as primeiras hipóteses sobre os misteriosos pontos brilhantes na superfície do planeta anão Ceres.

Segundo Andreas Nathues, chefe da equipe responsável pelas câmeras da sonda espacial, os primeiros dados indicam que os enormes pontos brilhantes podem ser gelo.

Mas, para explicar todo o comportamento registrado até agora, devem ser um "gelo em atividade", uma formação que responde ao calor do Sol emitindo jatos.

O enigma é tamanho que a equipe ainda não batizou a formação, chamando os dois pontos principais e mais brilhantes simplesmente de "Ocorrência número 5" - a formação tem cerca de 4 km de diâmetro.

Ocorre que os pontos são saliências muito elevadas, bem acima das bordas da cratera onde eles estão, o que é muito diferente dos indícios de gelo no fundo das crateras escuras da Lua, por exemplo.

"O que é impressionante é que você pode ver a formação enquanto a borda da cratera ainda está na linha de visão," disse Nathues. "Ceres parece continuar sendo ativo."

A hipótese mais plausível encontrada pela equipe é que o Sol aquece gelo existente logo abaixo da superfície, fazendo-o emitir vapor de água, criando uma pluma que se eleva bem alto acima da superfície de Ceres, sendo visível ao refletir a luz do Sol.

A equipe espera confirmar sua hipótese, ou encontrar novas explicações, em meados de Abril, quando a sonda Dawn ficará no seu ponto mais próximo de Ceres.







Outras notícias sobre:
  • Corpos Celestes
  • Sondas Espaciais
  • Telescópios
  • Exploração Espacial

Mais tópicos