Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Plantão

NASA conserta antena e volta a fazer contato com Voyager 2

Redação do Site Inovação Tecnológica - 05/11/2020

NASA conserta antena e volta a fazer contato com Voyager 2
Com a finalização das obras, a antena pode novamente contatar a sonda espacial, que já saiu do Sistema Solar.
[Imagem: CSIRO]

Antena do espaço profundo

A NASA restabeleceu contato com a sonda Voyager 2 depois de quase oito meses sem conexão.

Mas não é que a valente sonda, no espaço há 43 anos, tenha apresentado qualquer anomalia.

É que a única antena capaz de enviar comandos para a Voyager 2 estava em manutenção. Com o fim das obras, os comandos foram enviados e a sonda respondeu como esperado.

Agora a mais de 18,8 bilhões de quilômetros da Terra, a sonda espacial está tão ao sul que não tem uma linha de visão com antenas de rádio no hemisfério norte.

A ligação à Voyager 2 foi um teste do novo hardware instalado na Estação Espaço Profundo 43, a única antena do mundo que pode enviar comandos para a Voyager 2. Localizada em Canberra, Austrália, ela faz parte da Rede Espaço Profundo (DSN: Deep Space Network) da NASA, uma coleção de antenas de rádio ao redor do mundo usadas principalmente para se comunicar com espaçonaves que operam além da Lua.

Desde que a antena ficou fora de serviço, os operadores da missão conseguiam receber atualizações sobre as condições operacionais e dados científicos da Voyager 2, mas não conseguiam enviar comandos para a sonda, que já viajou bilhões de quilômetros da Terra desde seu lançamento, em 1977.

Outras missões

Entre as atualizações da DSS43, como a antena é conhecida, estão dois novos transmissores de rádio. Um deles, justamente aquele que é usado para falar com a Voyager 2, não era substituído há mais de 47 anos. Os engenheiros também atualizaram os equipamentos de aquecimento e resfriamento, equipamentos de alimentação e outros componentes eletrônicos necessários para operar os novos transmissores.

Os reparos irão beneficiar outras missões, incluindo o rover Perseverança, que já está a caminho e pousará no Planeta Vermelho em 18 de fevereiro de 2021. A rede também terá um papel crítico nos esforços de exploração da Lua e Marte, garantindo comunicação e suporte de navegação para as missões robotizadas, como a perfuratriz que tentará extrair água na Lua, e as missões tripuladas Artemis.






Outras notícias sobre:
  • Sondas Espaciais
  • Antenas
  • Exploração Espacial
  • Foguetes

Mais tópicos