Plantão

Sonda Messenger choca-se contra planeta Mercúrio

Sonda Messenger choca-se contra planeta Mercúrio
Esta foi a última imagem de Mercúrio capturada pela sonda Messenger.[Imagem: NASA]

Queda prevista

Conforme previsto e seguindo o roteiro planejado, a sonda espacial Messenger colidiu com a superfície de Mercúrio.

A sonda, que entrou em órbita de Mercúrio em 2011, ficou sem combustível e foi dirigida para uma queda na superfície do planeta.

Na verdade, o combustível da Messenger acabou em Janeiro, mas em Abril os engenheiros da NASA ganharam um pequeno impulso extra liberando o gás hélio que era usado para pressurizar o combustível. Isto deu tempo para algumas observações adicionais.

Cratera

Sem nenhum outro recurso para se contrapor à gravidade de Mercúrio, a Messenger colidiu com a superfície do planeta a mais de 14 mil quilômetros por hora, criando uma cratera que os engenheiros calculam poder ter chegado a 16 km de diâmetro.

O exame dessa cratera poderia fornecer dados sobre o intemperismo da superfície esburacada de Mercúrio.

Mas a cratera é pequena demais para ser vista da Terra, além do que o telescópio espacial Hubble não pode olhar para Mercúrio porque teria que apontar para o Sol.

Isto significa que os astrônomos não conseguirão dar uma boa olhada nela até que a missão nipo-europeia, chamada BepiColombo, chegue a Mercúrio em 2024.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas