Espaço

Três para subir: começa temporada de lançamentos espaciais
Depois de descarregado, o cargueiro será transformado em uma espécie de caminhão de lixo espacial. [Imagem: JAXA]

Cegonha espacial

A Agência Espacial Japonesa (JAXA) prepara-se para lançar, neste sábado, um foguete H-II-B, levando a bordo a nave não tripulada Kounotori.

Kounotori, que significa cegonha branca, símbolo da entrega de felicidade e alegria, é um "apelido" para o HTV2 (H-II Transfer Vehicle), uma nave de carga capaz de navegar automaticamente até a Estação Espacial Internacional.

Ao contrário do cargueiro europeu Júlio Verne e das naves russas Progress, que são capazes de acoplar-se automaticamente à ISS, o HTV aproxima-se até uma distância de 10 metros, sendo então rebocado pelo braço robótico da Estação.

Embora possa parecer uma desvantagem do ponto de vista técnico, a acoplagem guiada pelo braço robótico usa um mecanismo que já está disponível na Estação e simplifica enormemente o projeto do cargueiro, que não precisa de complicados sistemas de direcionamento, aproximação e acoplagem. O resultado é uma nave menor e com maior espaço útil.

Três para subir: começa temporada de lançamentos espaciais
O cargueiro é dividido em duas seções, uma pressurizada e outra já aberta para o espaço. [Imagem: JAXA]

Lixeiro espacial

A partir do lançamento, o cargueiro leva uma semana até chegar à Estação - um ônibus espacial leva cerca de dois dias.

Ao chegar, ele será agarrado pelo braço robótico Canadarm e será acoplado ao módulo Harmonia da Estação.

Outra diferença entre o HTV e os cargueiros europeu e russo é a divisão em dois compartimentos, um aberto para o espaço e outro pressurizado, acessável diretamente pelos astronautas.

Isso facilita o transporte de peças sobressalentes e experimentos científicos que devem ser instalados no lado externo da Estação, como no módulo externo do laboratório Kibo.

Depois de descarregado, o cargueiro será transformado em uma espécie de caminhão de lixo espacial. O lixo da Estação Espacial será colocado em seu interior e a nave será enviada para queimar na reentrada da atmosfera da Terra no final de Março.

O primeiro HTV foi lançado em 2009.

Cargueiro espacial europeu

No dia 15 de Fevereiro será a vez do lançamento do ATV-2 europeu, batizado de Johannes Kepler.

O primeiro ATV (Automated Transfer Vehicle), chamado Júlio Verne, foi ao espaço em 2008.

Enquanto o primeiro ATV realizou uma série de testes e demonstrações em seu caminho para a Estação Espacial Internacional (ISS), o Johannes Kepler seguirá diretamente para seu destino.

A acoplagem com a ISS está prevista para ocorrer no dia 26 de Fevereiro, bem a tempo de limpar a área para a chegada do Discovery, cujo lançamento está programado para o dia 24 de Fevereiro.

Três para subir: começa temporada de lançamentos espaciais
O ATV-2 vai levar 7,5t de carga e servirá como nave auxiliar para manobrar a Estação Espacial. [Imagem: ESA]

Nave auxiliar

O ATV-2 vai levar mais carga para a Estação Espacial do que o primeiro ATV.

Várias melhorias deram ao Johannes Kepler capacidade para transportar uma carga completa de propelente, de quase 5 toneladas. A carga completa - de gases, líquidos e produtos secos - totaliza 7,5 toneladas.

Uma vez acoplado à Estação, o ATV vai ajudar nas manobras de controle de altitude da ISS, realizando ajustes de órbita regulares para evitar os detritos espaciais. Ele servirá também como área de armazenamento adicional.

Depois de ficar por três meses e meio na Estação, o cargueiro se desacoplará e será enviado para queimar na atmosfera, sobre uma área no sul do Oceano Pacífico.

Nave reutilizável

Enquanto isso, avançam rapidamente os testes com a nave Dragon, a única das novas alternativas de voo para a Estação Espacial que é reaproveitável, retornando ao solo depois de cada missão, e a primeira fabricada sob controle da iniciativa privada.

O primeiro teste da Dragon foi feito em Dezembro de 2010.

Ao contrário dos cargueiros japonês e europeu, a nave Dragon está sendo projetada para levar carga e astronautas para o espaço, podendo assumir configurações para levar somente carga, somente tripulação, ou uma combinação dos dois.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas